21 de março de 2007

por não largar o osso

seus elogios rasgados denunciam que este excesso pode ser mentira
seus adjetivos soltos ao longo da conversa me põem atento à beça

sei que não passamos de desejos de cama,
sem mesa e banho,
e que talvez eu nutra esse sentimento...
esse sentimento tamanho
pelo vazio nunca d'antes preenchido

falar a mesma língua facilita nossa libido
mas eu sempre quero mais, eu sempre corro atrás.
cachorro vira-lata que a conhecer estás: au, au, au!

2 comentários:

Um disse...

Hehehe, muito legal!

David Lima disse...

brigadón!